família em hostel

Hostel – ótima opção de economizar e conhecer gente nova. Aí vão algumas dicas

 

 

Hostel  (também podem ser chamado de Backpackers) é o nome atual que se dá para os antigos albergues. Ambos se tratam de hospedagem de baixo custo, onde pessoas desconhecidas podem dormir no mesmo quarto, e onde a cozinha e os banheiros também são coletivos. Esta costumava ser opção mais restrita aos mochileiros, principalmente por 2 motivos: economizar na hospedagem e se relacionar com as pessoas, já que quem faz mochilão normalmente leva pouca grana e muitas vezes vai sozinho, porém, hostels estão cada vez mais populares. Vejo a cada fim de semana novos hostels aqui em Floripa, e a proposta de hospedagem vem ganhando criatividade e qualidade, buscando atender o público e competir com a concorrência. Quem ganha é o viajante!!
É o tipo de hospedagem mais procurado por estudantes e estrangeiros, também por isso é tão fácil fazer novos amigos, mas pode-se dizer que de uma maneira geral, quem fica em Hostel está disposto a interagir mesmo. Ficar em Hostel é ter certeza que vai sair com novos amigos da sua trip.

Se você pensa em ficar em um Hostel, não julgue que pagar pouco significa necessariamente que você não terá boa estrutura, que os serviços sejam de má qualidade, ou qualquer coisa do gênero. Hospedar-se em um hostel, vai além da economia: é um estilo de viagem.  Há opções baratas e simples, mas também há hostels com conceito, design e sofisticação. Claro que pagando pouco não haverá o luxo de um hotel, mas a maioria dos Hostels que conheço são bem estruturados, limpos e charmosos. Normalmente dispõe de internet e café da manhã, além de organizarem eventos, festas ou atividades para interar os hóspedes.
Existem várias redes de hostels espalhadas pelo mundo. Vale sempre dar uma olhada se o Hostel que você escolheu, não possui unidade em outras cidades da sua viagem.

 

Bar de um hostel na Bélgica. bares costumam ser ponto de encontro, de bons papos. Bons locais para os hóspedes se conhecerem.

Bar de um hostel na Bélgica. bares costumam ser ponto de encontro, de bons papos. Bons locais para os hóspedes se conhecerem.

 

DICAS:

Cadeado.
A maioria dos hostels conta com armário para você guardar seus pertences mais valiosos. Alguns deles são grandes o suficiente para armazenar um mochilão e ainda uma mochila menor. Já outros hostels podem ter armários menores, mesmo assim são essenciais para você guardar seus pertences de maior valor e se sentir mais seguro. De qualquer forma, como prevenção, tente levar pelo menos um cadeado para cada mala ou mochila que tiver.

 

Atenção nos horários

Assim como em hotéis, os hostels possuem horário de check-in e check-out, ou seja, horário de chegada e saída. Se precisar sair mais tarde do que o horário definido, converse no hostel, em geral eles tem uma área para colocar as malas de todo mundo ou podem deixar você ficar mais algumas horas.

 

Não se “esconda”

É comum ter hostels espalhados por todos os lados de um lugar turístico. Você não precisa se esconder (a não ser que essa seja a proposta da sua viagem), pois é fácil encontrar um bom lugar, perto de mercados, pontos de ônibus, etc. Em compensação outros ficam em cima de morros, dentro de trilhas ou no meio do mato. Se essa for a sua vontade, ok!! 😉

 

Você pode ter a sua comida

No site de seu hostel constará se oferecem café da manhã ou não, mas muitos não oferecem alimentação aos clientes, nem pagando. Pode ser que tenham cozinha comum para os hóspedes. Nesse caso, você pode encontrar um mercado próximo, comprar o que você mais gosta e guardar na geladeira/cozinha. Não esqueça de colocar seu nome nas comidas.

 

 

 café da manhã no hostel

 

 

Toalhas e roupa de cama

A grande maioria dos hostels possui roupa de cama (verifique antes no site de onde for se hospedar), então isso não será uma preocupação. Porém é básico levar uma toalha de banho e, se achar necessário, outra de praia/piscina. Os hostels dificilmente oferecem toalha, quando sim, as vezes cobram pelo aluguel.


Usou, arrume. Sujou, limpe…

Em locais onde as coisas são coletivas é necessário ficar atento a pequenas regras básicas de convivência. Sempre que terminar de usar cozinha, banheiro ou qualquer aérea comum, certifique-se que deixou tudo limpo.

 

Silêncio

Esse pode ser um motivo de indisposição em hostels. Não é difícil pensar que na hora que as pessoas estão dormindo deve haver respeito e fazer silêncio. A atenção deve ser redobrada para os baladeiros que terão mais pessoas no quarto. Chegue em silencio. Se puder, acenda a lanterna do celular para evitar acender luzes de madrugada.

 

 sinuca hostel

 

Basicamente quando estamos convivendo (mesmo que por pouco tempo) com pessoas onde dividimos ambientes, e todas têm os mesmos direitos e deveres, o respeito e a educação deve imperar. Pratique a empatia, faça para os outros no mínimo o que você gostaria que fizessem pra você. Experimentar viver um pouco no coletivo exercita  a gentileza e a humanização.

Deixo aqui alguns links dos maiores guias de Hostels do Brasil e do mundo

http://www.albergues.com.br/sitenovo/guias.php – Hi hostel

http://www.hostelbrasil.tur.br/  – Hostel Brasil

http://www.brazilian.hostelworld.com/ – Hostel World

http://www.tripadvisor.com.br/Search?q=hostel  – Trip Advisor

Viajar barato é possível, tudo depende da nossa disposição, ousadia, desapego e vontade!

Você já viu nosso post sobre a carioca que viajou pela Europa por mais de 90 dias sem um centavo sequer? Conheceu 14 países, e não foi com pouco dinheiro, foi sem NADA!! Confere lá!!

Se você desejar receber mais dicas de como viajar barato, podemos te enviar já!
http://viagemboaebarata.com.br/go/viajarbarato